A alta inflação e os impactos no comércio exterior

07/06/2022

Governo indiano anuncia restrição na venda de açúcar aos mercados internacionais, poucos dias após a proibição da exportação de trigo.

Em comunicado divulgado no dia 25 de maio, o governo indiano informou que limitará as exportações de açúcar para a temporada de comercialização que vai até setembro para manter os preços sob controle e conter a inflação.

A Índia é o maior produtor mundial de açúcar e o segundo maior exportador, atrás apenas do Brasil. O governo tomou medidas para manter os estoques de açúcar no país, após o crescimento sem precedentes das exportações desde o ano passado.

A medida para limitar as exportações ocorre em um momento em que a inflação anual no varejo atingiu 7,8%, nível mais alto em quase oito anos, em abril.

É também sinal do crescente protecionismo alimentar em todo o mundo, já que os principais produtores reduzem as exportações agrícolas, aumentando o choque de oferta desencadeado pela invasão da Ucrânia pela Rússia em fevereiro.

Apesar dessas garantias, as restrições da Índia ressaltam a fragilidade da situação alimentar global. Os compradores globais esperavam que os embarques de trigo indiano ajudassem a preencher a lacuna criada pela guerra na Europa, que atingiu remessas vitais de exportações agrícolas.

A Ucrânia e a Rússia juntas respondem por cerca de 30% de todas as exportações de trigo.

Os preços dos alimentos devem subir 22,9% este ano, impulsionados por um aumento de 40% nos preços do trigo.

Leia a notícia completa em:

https://www.cnnbrasil.com.br/business/india-vai-limitar-exportacoes-de-acucar-para-controle-da-inflacao/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *